quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Átimo Infinito


Naquele átimo, titubeei.
Sepultei infinitas possibilidades afortunadas.
Descortinei escuridão abissal.

Amorteci toda ilusão própria,
regurgitei a endorfina.
 Dissequei minha vida.

Descobri decepcionante dispnéia,
monstruosa miopia mística,
severas sinapses senis,
caricatural cardiopatia carente.

(Enrico Benites)

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Memória e Pesadelo


Não quero ser apenas
clara sombra na lembrança,
nome esquecido nos bilhetes guardados.

Quero me tornar o vento que arrepia,
filme que faz chorar,
doce de festa que enfastia,
arrependimento que não deixa descansar.

A melhor memória,
teu pior pesadelo.

(Enrico Benites)

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Tunt-tão


Nessa batida eletrônica frenética
sincronizo minha alma
o pensamento entra em loop

Sampleio tua voz no ouvido
remixo os compassos do coração

Tunt-tão
Tunt-tão
Tunt-tão pulsante

(Enrico Benites)

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Fuga fugaz


Fujo do mundo
 não posso fugir de mim
 só há uma maneira
tenho conseguido fugir dela
até quando a fuga acabar

(Enrico Benites)

Inteira-atividade


Interatividade?
Preferia quando chamavam toque
arrepio.
A única conexão era a espiritual.
Twittar era sussurrar no teu ouvido.

(Enrico Benites)

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Conexão


Gostava quando nossos softwares se comunicavam
faziam o hardware se conectar
até dar tela azul no nosso sistema sexual.

(Enrico Benites)

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Sexo-Puro-Sexo


Sexo puro
Puro sexo
Sem amor
em cima de uma flor
Sem culpa
ou compromisso
sob o sol
sob a lua
e ninguém tem nada com isso...

(Enrico Benites)

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Clown


Sou alegria e sou tristeza.
Vou da leveza e superficialidade de uma risada
até o peso e a profundidade de uma lágrima dolorida.

(Enrico Benites)

domingo, 30 de maio de 2010

Ar-dor


Qual a maior dor:

de tentar se anular
ou de se opor?

de chorar
ou de alegria se expor?

de se enganar
ou de se recompor?

de perder
ou de não ter

um grande amor?

(Enrico Benites)

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Olhar Digitado


Busca online
deixa recado no site
confere meu status
e me encontra entre um e outro kbyte

Já não bastam as fotos do perfil
a velocidade da conexão
a largura de banda
falta algo mais viril

Não está ao meu lado
me acompanha nesse mundo virtual
olho no teclado, mão no mouse
lança agora um olhar digitado

(Enrico Benites)